O governador Cid Gomes e o líder do PMDB na Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves, continuam disputando o direito de indicar o diretor geral do Dnocs. A tese de Cid apresentada ao Planalto é que o Ceará deveria nomear não apenas o dirigente máximo do Dnocs como também o presidente do Banco do Nordeste, porque esses dois órgãos têm suas sedes em Fortaleza.

Henrique Alves considera esse assunto superado e sustenta que a presidente Dilma através do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, já o assegurou que o atual diretor geral, Elias Fernandes, irá permanecer no cargo. O nome que o governador Cid Gomes gostaria que ascendesse à direção do Dnocs é do seu secretário de Recursos Hídricos, o peemedebista César Pinheiro.

(Portal Ceará Agora)