SANTIAGO — O terremoto de 7 graus de magnitude registrado na tarde de sexta-feira no centro e sul do Chile gerou 20 tremores secundários em menos de 24 horas, informou o Agência Nacional de Emergências (Onemi).

“Quanto ao terremoto de média intensidade sentido às 17H06 (18H06 de Brasília), gerou 20 réplicas, a última delas às 8H13 (9H13 de Brasília) deste sábado na região de Maule”, afirmou Paolo Marín, diretor do Centro de Alerta da Onemi.

O tremor de sexta-feira não provocou danos ou vítimas, mas gerou receio entre a população poucos dias antes do aniversário de um ano do terremoto (8,8 graus) e maremoto de 27 de fevereiro que arrasaram o centro e o sul do país, com um balanço de mais de 500 mortos.

Apesar do governo não ter emitido um alerta de tsunami, os habitantes das zonas costeiras seguiram para áreas de segurança por precaução, o que foi elogiado pelo presidente do Chile, Sebastián Piñera.

“São tremores de intensidade média, percebidos pela população e que geram níveis de alerta, mas são tremores que não são capazes de gerar danos estruturais”, afirmou Marín.

(Agência AFP)