O meia-atacante William Morais, do Corinthians, que foi emprestado ao América-MG nesta temporada, foi morto na madrugada deste domingo, em Belo Horizonte, vítima de um assalto.

O crime aconteceu à 1h15, na avenida Professor Clóvis Salgado, 605, no bairro Serrano, região da Pampulha. Segundo testemunhas, o jogador estava conversando com uma mulher na via, quando foi abordado por três assaltantes, que pediram a corrente de ouro dele.

O jogador tentou fugir, e um dos assaltantes –que portava uma arma calibre 32– atirou em suas costas, na região do tórax. Ele chegou a ser socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas não resistiu ao ferimento e morreu no local. Não houve outros feridos.

Os autores do crime, Darisson Carlos Ferraz da Silva, 18; Hebert Silva Lopes dos Santos, 18,e Daivisson Carlos Basílio Moreira, 23, foram reconhecidos pela garota que acompanhava Willian, por meio de álbuns de fotos da polícia. Eles foram presos por latrocínio, após confessarem. O flagrante foi na casa do autor dos disparos.

Os assaltantes foram encaminhados para o Centro de Remanejamento Prisional de São Cristóvão, região nordeste de Belo Horizonte. Segundo informações da Polícia Militar e Civil eles já tinham ficha criminal.

Willian foi revelado pelo time de futebol Corinthians. O clube paulista publicou uma nota de pesar, manifestando sua solidariedade à família do jogador. O corpo do jogador chegou ao IML (Instituto Médico Legal) às 4h20 e aguardava a chegada da família para liberação, por volta das 11h.

(Folha Online)