PARIS — O fotógrafo francês da agência EPA Luca Mebrouk Dolega, de 32 anos, morreu neste domingo em Túnis, depois de ter sido gravemente ferido na sexta-feira por uma granada de gás lacrimogêneo atirada pela polícia, informou um funcionário da embaixada francesa na capital tunisiana.

“Lucas faleceu nesta manhã”, disse o responsável pela agência EPA (European Pressphoto Agency) em Paris, Horacio Villalobos, depois de ter sido gravemente ferido na cabeça.

Chegou a ser operado no Instituto Nacional de Neurocirurgia mas não resistiu.

Lucas Mebrouk Dolega é o primeiro jornalista morto durante a cobertura da crise política tunisiana.

(Agência AFP)