Nenhuma instituição de ensino superior do Ceará pode ser considerada de excelência, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira, 13, pelo Ministério da Educação (MEC). No País, apenas 25 universidades alcançarem conceito suficiente para se enquadrar nesta qualificação.

Essas 25 instituições de ensino superior, todas das regiões Sul e Sudeste do País, obtiveram conceito 5 no Índice Geral de Cursos (IGC) de 2009. O indicador mede a qualidade de uma faculdade, centro universitário ou universidade a partir da qualidade de seus cursos de graduação e pós-graduação, em uma escala de 1 a 5. Os resultados 1 e 2 são considerados insatisfatórios, 3 razoável, e 4 e 5 bons.

No Ceará, foram avaliadas a Universidade Federal do Ceará (UFC), que obteve conceito 4, e, com conceito 3, a Universidade Estadual do Ceará (Uece), a Universidade Regional Do Cariri (Urca), a Universidade Estadual do Vale do Acaraú (UVA) e a Universidade de Fortaleza (Unifor).

Em 2009, foram avaliadas 2.137 IES – aquelas que obtiveram IGC 5 representam apenas 5,5% do total. Catorze delas são públicas e 11 privadas. Elas se concentram na Região Sudeste, com exceção de duas do Rio Grande do Sul e uma de Santa Catarina.

Em todo o País, considerando o chamado “IGC contínuo”, que atribui uma nota de 0 a 500 para a IES, as três melhores universidades dentro do grupo considerando de excelência são particulares.

Veja o ranking:

1.Escola Brasileira de Economia e Finanças (Ebef) – Rio de Janeiro (privada)

2.Faculdade de Administração de Empresas (Facamp) – São Paulo (privada)

3.Escola de Economia de São Paulo (Eesp) – São Paulo (privada)

4.Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) – São Paulo (pública)

5.Ínsper Instituto de Ensino e Pesquisa (Ínsper) – São Paulo (privada)

6.Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho (EG) – Minas Gerais (pública)

7.Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) – São Paulo (pública)

8.Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV-SP) – São Paulo (privada)

9.Faculdade de Odontologia São Leopoldo Mandic (SLMANDIC) – São Paulo (privada)

10.Faculdade Fucape (Fucape) – Espírito Santo (privada)

11.Insituto Militar de Engenharia (IME) – Rio de Janeiro (pública)

12.Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp) – São Paulo (pública)

13.Faculdade de Economia e Finanças IBMEC (IBMEC) – São Paulo (privada)

14.Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (Faje) – Minas Gerais (privada)

15.Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) – Rio Grande do Sul (pública)

16.Universidade Federal de Lavras (UFLA) – Minas Gerais (pública)

17.Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas (Ebape) – Rio de Janeiro (privada)

18.Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – Minas Gerais (pública)

19.Universidade Federal de Viçosa (UFV) – Minas Gerais (pública)

20.Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) – São Paulo (pública)

21.Centro Universitário Municipal de São José (USJ) – Santa Catarina (pública)

22. Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA)– Rio Grande do Sul (pública)

23.Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) – Minas Gerais (pública)

24.Escola de Direito de São Paulo (Direitp GV) – São Paulo (privada)

25.Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rio de Janeiro (pública)

Fonte: Agência Brasil

Redação O POVO Online e Agência Brasil

Anúncios