Um grupo de cerca de 1.500 turistas, boa parte de brasileiros, está presa na cidade de Puerto Natales, na Patagônia chilena.

O motivo é uma greve geral na cidade turística – conhecida pelo Parque Nacional de Torres del Paine – contra a elevação do preço do gás.

Familiares dos turistas brasileiros, em São Paulo, afirmam que o grupo está sendo feito refém pelos grevistas, que impedem a saída deles e proíbem restaurantes de servirem alimentação aos estrangeiros – depredando aqueles que furam a greve. Brasileiros com viagem de volta marcada para o último domingo até agora estão na cidade do sul do Chile.

O Itamaraty tomou conhecimento do caso há poucas horas. A embaixada dos Estados Unidos em Santiago já enviou carros para resgatar os norte-americanos.

Diante da gravidade da situação, que se agravou há uma semana, até a Cruz Vermelha enviou ajuda a Puerto Natales.

(Poder Online)