Sydeney

Sydney (AE) – Fogos de artifício coloridos iluminaram o céu à meia noite na baía de Sydney, na Austrália, em um espetáculo assistido por 1,5 milhão de pessoas e marcando a chegada de 2011. Poucas horas antes, a Nova Zelândia comemorou a chegada do ano-novo, com espetáculos em Auckland.

“Sensacional, maravilhoso”, disse a chilena Cinthya Romo, que vive em Sydney e assistiu ao espetáculo de 12 minutos a partir da Opera House, onde centenas de pessoas pagaram cada uma US$ 500 pela vista e para participar de uma festa.

Apesar da comemoração, o nordeste australiano é assolado por enchentes históricas. O nível das águas que cobrem uma área imensa da região subiu ontem inundando 22 cidades, obrigando 200 mil moradores a abandonar suas casas e fechando um importante porto de exportação de açúcar.

Os neozelandeses assistiram a uma queima de fogos em Auckland, onde explosões vermelhas, douradas e brancas iluminaram o céu ao redor da Sky Tower, enquanto dezenas de milhares de pessoas assistiam ao espetáculo nas ruas. Também ocorreram comemorações em Christchurch, onde milhares de pessoas ignoraram um terremoto de 3,3 graus de magnitude, sentido pouco antes da meia noite, e comemoraram a chegada de 2011 na praça da catedral.

Seul
Tókio

Na Coreia do Sul, cerca de 100 mil pessoas assistiram a uma cerimônia de passagem do ano, no centro de Seul, onde foram tocados sinos. No Japão, uma comemoração de destaque ocorreu no templo budista de Zojoji, no centro de Tóquio, onde as pessoas soltaram balões com bilhetes nos quais escreveram seus desejos para 2011.

Por sua vez os vietnamitas, que até 2009 prestavam pouca atenção ao calendário ocidental e celebram com mais força a chegada do ano-novo lunar chinês, que começa em 3 de fevereiro em 2001, tiveram a primeira festa oficial. Em Mianmar (ex-Birmânia) a junta militar proibiu fogos de artifício e disse que seriam tomadas medidas severas contra quem os usasse.

As informações são da Associated Press.