São Paulo – No dia 12 de novembro, a secretária-geral do Sindicato, Raquel Kacelnikas, reuniu-se com o diretor administrativo do banco Panamericano, José Alfredo Lattano, para reivindicar a preservação de empregos e direitos dos funcionários. O executivo explicou que os aportes necessários haviam sido feitos, que a empresa estava dando continuidade às atividades de mercado e que estava disposta a manter um canal de negociação transparente com o Sindicato. Lattano negou ainda que estivesse em andamento qualquer processo de venda da instituição.

Pouco mais de uma semana depois desse encontro, pelo menos dois bancários da instituição foram demitidos. “Essas demissões não foram por justa causa. Estamos monitorando e avaliando o ocorrido e mantendo contato com o banco para entender em que contexto elas aconteceram”, disse Raquel. “O problema é que o banco, apesar de dizer que quer manter um canal de comunicação com os trabalhadores, tem se negado a nos atender. Esconder-se dessa forma não nos parece uma atitude inteligente para quem está querendo convencer o mercado de que é possível confiar no que diz com relação à sua saúde financeira.”

Raquel lamentou que erros recorrentes nas administrações dos bancos coloquem em risco bancários, clientes, empresas e toda a sociedade. “Não vamos aceitar que os trabalhadores paguem por irresponsabilidades cometidas pelo alto escalão das instituições. Faz tempo que reivindicamos mais rigor na fiscalização dos balanços dos bancos e a reformulação do Sistema Financeiro, para torná-lo mais transparente e responsável”, ressaltou.

(Bancários SP)