A palavra é do maior gestor de segurança pública do Estado.

O secretário Roberto Monteiro confirmou a realização de um novo concurso para a Polícia Militar do Ceará (PM-CE) no ano que vem.

A revelação foi feita em entrevista ao Blog Concursos, realizada na manhã desta quinta-feira, dia 25.

“A decisão de um novo concurso, que ocorrerá em 2011, está tomada. O que não está certo ainda, pois ainda estamos discutindo isso, é o número de vagas, que deve girar em torno de 1000 a 1500 oportunidades”, disse Monteiro.

A definição do total preciso de vagas, segundo Monteiro, sai até o final de janeiro de 2011.

O secretário explicou que o novo quantitativo de vagas abertas, que está bem abaixo das últimas seleções realizadas pelo Governo do Estado, se adéqua à realidade atual, tendo em vista o total de soldados formados nas últimas turmas.

“Fazer um concurso para duas mil vagas não vamos fazer mais, porque é sempre muito difícil preencher essas vagas, ao fim de todas as etapas. Muitos não são aprovados em exames médicos, prova e testes físicos”, explicou.  

Para realização desse novo concurso, Roberto Monteiro confirmou que deve ser contratada uma nova empresa organizadora, já que o vínculo de contratação com a Fundação Universidade Estadual do Ceará (Funece), que realizou a 2ª e 3ª da última chamada do concurso, está encerrado.

QUADRO DE POLICIAIS

O titular da pasta de Segurança Pública do Estado frisou ainda que é objetivo do governador Cid Gomes ter, já nos próximos anos, um efetivo total de pouco mais de 17 mil policiais. “Esse é o número ideal, que tentaremos torná-lo realidade”, completou.

Monteiro foi direto ao falar sobre a possibilidade de nova convocação, aproveitando mais aprovados no último concurso.

“Essa chance não existe. Esse concurso (o último) está encerrado. Quem tinha que ser chamado já foi. Não está em lei nenhuma que temos que chamar todos os classificáveis de um concurso”, comentou Monteiro.

REFORÇO NO FINAL DE ANO

Em conversa com o blog, o comandante do Ronda do Quarteirão, tenente-coronel Werisleik Matias,  destacou que o único reforço policial previsto para os próximos meses se dará por meio de parte dos 1.581 concursados  de 2008, que foram empossados em setembro deste ano.

(O Povo Online)