A fraude bilionária que pôs abaixo o império construído por Silvio Santos nos últimos 50 anos vai provocar a demissão entre os 40 parentes do empresário e de sua mulher dentro do Grupo SS. A informação é da coluna Ooops!, assinada por Ricardo Feltrin.

Silvio tomou a decisão de por fim ao “nepotismo” no Grupo SS na sexta-feira (12), em reunião com seus advogados. A equipe teria concluído que a colocação de parentes em altos cargos de direção e confiança foi o principal motivo para que a fraude ocorresse.

A única empresa do grupo que deve escapar do “corte de parentes” deve ser justamente o SBT.

Na emissora trabalham hoje, entre outros, em cargos de direção, um sobrinho de Silvio Santos, Guilherme Stoliar, e seu primo Leon Abravanel. Ambos têm sido ouvidos pelo empresário e acompanhado as investigações.

(Folha Online)