O banco HSBC demitiu nove funcionários apontados pela própria instituição como envolvidos em esquema de desvio de dinheiro da Assembleia Legislativa do Paraná.

Os empregados, que não tiveram o nome divulgado, fariam parte de esquema em Curitiba, abrindo contas bancárias em nome de “laranjas” por onde a antiga gestão administrativa da Casa –exonerada em março deste ano– depositava dinheiro, sob pretexto de pagamento de salário.

Os funcionários não fazem parte do processo aberto pelo Ministério Público Estadual, que denunciou à Justiça toda a cúpula de servidores da diretoria-geral da Assembleia sob acusação de desvio de R$ 100 milhões entre 1994 e este ano.

Em nota oficial, a assessoria de imprensa do HSBC disse que o banco tomou “as medidas internas cabíveis” ao demitir os funcionários e se colocou a disposição para colaborar com as investigações.

(Folha Online)