São Paulo – Um jovem de 19 anos foi preso e quatro adolescentes apreendidos na Avenida Paulista acusados de agredir três rapazes, na manhã de ontem. Eles usaram duas lâmpadas fluorescentes para golpear uma das vítimas, um estudante de 23 anos. As agressões aconteceram em dois pontos diferentes e estariam relacionadas à homofobia, já que os dois primeiros agredidos – um fotógrafo de 20 anos e um estudante de 19 – estariam caminhando juntos pela avenida quando foram surpreendidos pelo grupo.

O delegado Alfredo Jang, do 5º Distrito Policial (Aclimação), disse que todos os agressores são de classe média. Segundo o boletim de ocorrência, os cinco jovens se aproximaram da vítima dando socos no rosto. Ele se desequilibrou e foi atingido na nuca. Em seguida, todos os jovens começaram a dar chutes e socos no rapaz, já caído no chão. Durante a agressão, ainda segundo o boletim de ocorrência, o celular e a carteira da vítima caíram, e foram levados pelos agressores. A blusa dele também foi arrancada. Foram chutes e murros no rosto nos dois primeiros rapazes, para desfigurar. A outra vítima teve duas lâmpadas quebradas no rosto.

Os jovens detidos alegaram provocação para os ataques. Disseram terem reagido a provocações dos agredidos, que teriam motivado os ataques. A polícia informou, no entanto, que essa justificativa contraria a versão das vítimas e das testemunhas que presenciaram as cenas de agressão.

(Diário do Pernambuco)