O Itaú Unibanco, maior banco privado brasileiro, fechou o terceiro trimestre com lucro líquido de R$ 3 bilhões, queda de 4,1% em relação ao trimestre anterior, quando registrou lucro de R$ 3,2 bilhões, de acordo com o balanço divulgado nesta quarta-feira. Nos nove meses deste ano, o banco acumula lucro líquido de R$ 9,4 bilhões, alta de 37,6% em relação ao mesmo período de 2009 (R$ 6,9 bilhões).

Na semana passada, dois bancos divulgaram seus lucros: Bradesco obteve de R$ 2,52 bilhões no terceiro trimestre, enquanto o Santander registrou R$ 1,93 bilhão.

O patrimônio líquido consolidado do Itaú Unibanco totalizou R$ 57,2 bilhões no fim de setembro.

O saldo da carteira de crédito, incluindo avais e fianças, atingiu R$ 313,2 bilhões, com crescimento de 16,6% na comparação com 30 de setembro de 2009.

No Brasil, o saldo da carteira de crédito pessoa física somou R$ 118,8 bilhões. No segmento de grandes empresas, o saldo da carteira foi de R$ 104,4 bilhões, e no segmento de micro, pequenas e médias empresas chegou a R$ 76,4 bilhões, enquanto que o da carteira de crédito imobiliário alcançou R$ 12 bilhões em 30 de setembro, com crescimento de 52,7% na comparação com o mesmo período de 2009.

As operações de seguros, previdência e capitalização atingiram R$ 10,8 bilhões nos primeiros nove meses deste ano, em volume de receitas de prêmios. As provisões técnicas nos mesmos segmentos totalizaram R$ 58,5 bilhões.

Segundo o balanço da instituição, o segmento de veículos do Itaú Unibanco se mantém firme na liderança desse mercado e registrou um bom desempenho no período de janeiro a setembro, atingindo um saldo de R$ 57,3 bilhões em carteira, 13,2% superior ao mesmo período do ano anterior.

O índice de inadimplência — medido pelo saldo de operações vencidas com prazo superior a 90 dias — ficou em 4,3%, ante 4,6% no final de junho e 5,9% no terceiro trimestre de 2009.

(O Jornal Web)

Anúncios