“Bem-vindo e boa viagem”, diz uma placa na entrada de Gabrovo, uma cidade búlgara nos Bálcãs apontada pelos próprios moradores como a “capital mundial do humor”. O local se tornou neste domingo (31) novamente motivo de orgulho para os búlgaros. É lá que nasceu Petar Rousev, pai da presidente eleita do Brasil, Dilma.

Petar Rusev nasceu em 1900 na cidade de Gabrovo, mas deixou o país tanto por razões políticas (ele era um comunista) e econômicas, à procura de um emprego melhor e um futuro melhor. Um século mais tarde a pequena cidade no centro da Bulgária é apanhado na excitação da corrida à presidência no distante Brasil, onde a socialista Dilma Rousseff se elegeu.

Fiel à sua natureza criativa e engraçada, os cidadãos de Gabrovo já estão planejando como lucrar com a ligação entre Dilma e a cidade, dizendo que os investidores brasileiros podem aprender muito com eles sobre gestão de crises. O prefeito Nikolay Sirakov chegou a sugerir a cooperação entre o carnaval de humor da primavera de Gabrovo e o carnaval carioca.

No século XIX, Gabrovo era uma cidade industrial pujante. Mas agora, as indústrias locais fecharam, a população encolheu e o marco mais distintivo da cidade cultural – a Casa de humor e sátira – se transformou em muitos aspectos, em um remanescente negligenciado do ex-império soviético.

//

Anúncios