A China apresentou nesta quinta-feira o supercomputador Tianhe-1, considerado o mais potente da atualidade. A máquina conta com 14.336 processadores da Intel, placas avançadas da nVidia e 103 armários para armazenar todo o equipamento. Seu peso: 115 toneladas.

A capacidade de processamento da máquina chega a 2,50 petaflops (operações de ponto flutuante por segundo), o que equivale à capacidade 175.000 notebooks funcionando simultaneamente. Desenvolvido pela Universidade Nacional de Defesa e Tecnologia (NUDT), o equipamento custa cerca de 88 milhões de dólares.

O Tianhe-1 é cerca de 42% mais rápido do que o recordista anterior, o Cray XT5 Jaguar, que está instalado no Laboratório Nacional de Oak Ridge, nos Estados Unidos. A máquina norte-americana tem capacidade de processamento equivalente a 1,75 petaflops.

O supercomputador será utilizado para estudos de astrofísica, simulações matemáticas, criação de imagens médicas, exploração de petróleo e previsão do tempo.

(Com informações da Reuters)

Anúncios