A Polícia estuda a possibilidade de a dinamite usada para explodir a agência do Banco do Brasil de Lavras da Mangabeira tenha vindo de São Paulo. De acordo informações repassadas ao O POVO Online pelo major Marcos Costa, relações públicas da Polícia Militar, o material explosivo seja oriundo de duas toneladas e meia de dinamite roubadas no município paulista de Jaçanã no início de setembro.

Ainda de acordo com o major, a hipótese trabalhada é que grupos de assaltantes com ramificações estaduais tenham usado o material explosivo em outros ações criminosas que ocorreram no Brasil. “A carga pode ter sido fragmentada entre outros estados”, disse o major Marcos Costa.

Ação

A agência foi assaltada na madrugada desta sexta-feira, 29, por volta de 2h30min, por uma quadrilha de cerca de 10 homens. De acordo com informações repassadas ao O POVO Online pelo soldado Tadeu Ferreira, do destacamento da Polícia Militar do município, os assaltantes usaram material explosivo para arrombar os caixas eletrônicos, possivelmente dinamite. Esta é a terceira agência bancária assaltada no Interior em três dias consecutivos.

“O banco está todo destruído”, informou o soldado Tadeu. Segundo ele, destruíram tanto área dos caixas eletrônicos como a parte interna do banco, onde ficam os clientes e gerência. Segundo informações passadas pela gerência do banco à Polícia, ainda não se sabe quanto em dinheiro foi levado pelo banco. O gerente acredita que a quantia não seja grande, já que parte das cédulas é retirada dos caixas diariamente.

O bando estava armado com armas de grosso calibre, como escopetas e fuzis, conforme o soldado. Na ação, duas pessoas foram feitas reféns, mas foram liberadas em seguida. Os assaltantes trocaram tiros com policiais que chegaram ao município para reforçar a segurança no dia das Eleições, e estavam hospedados em uma casa em frente à agência. O veículo em que os bandidos fugiram, uma Pajero, teve vidros atingidos. Para o soldado Tadeu, algum assaltante pode ter ficado ferido.

As polícias Militar e Civil realizam diligências para capturar os assaltantes. Ainda de acordo com o soldado Tadeu, a quadrilha pode ter fugido em direção ao município de Ipaumirim, em direção ao estado da Paraíba.

Para o soldado, ainda não se pode afirmar com certeza se o assalto tenha sido praticado pela mesma quadrilha que assaltou bancos em Ibicuitinga e Banabuiú nos últimos dias. “Mas as ações têm as mesmas características”, apontou o policial.

(O Povo Online)

Anúncios