O padre se define com frases simples. Não é artista, não é cantor. É padre. Porque o mensageiro não pode se tornar maior do que a mensagem. Não faz missa show. Evangeliza. É por meio de suas pregações, conselhos e orientações que Reginaldo Manzotti se popularizou. E escolheu Fortaleza para gravar seu segundo DVD porque, antes, os fortalezenses o escolheram – é a justificativa que dá. 

Amanhã, no III Evangelizar, padre Reginaldo quer reunir um milhão de pessoas no Aterro da Praia de Iracema. Ontem, participou de entrevista coletiva na qual falou de sua missão. “Deus é muito generoso comigo. Ele me usa muito. Quando eu digo ‘neste momento, uma pessoa está sendo curada’, como? Eu não sei. Não tem muita explicação”, e se diz um instrumento divino para orientar.

Nem sempre há o que falar, é verdade. E esse é um dos momentos mais difíceis. “Ninguém deve se sentir obrigado a ter respostas para tudo”, reensina. Então, fala de rosas ao descrever o que faz. É um “ramalhete espiritual” que doa cada vez que se deixa entrar no problema dos outros para confortar. Padre Reginaldo não cobra cachê assim como não aceita bilheteria em suas apresentações. Não aceita que paguem para vê-lo. Não anda com seguranças. Acha que não precisa.

Padre Cícero

A proteção vem da oração de São Bento, que repete todo dia, pedindo que lhe dê as pessoas boas e afaste as más. O padre comenta sobre o assédio, argumenta que trata “com muita naturalidade” e acrescenta que age com retidão. Que mantém sua postura. “Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém”, apregoa.  

E ontem deu vontade de ir ao Mercado Central. “Queria ter ido, mas eu sei que não convém ir agora”. Não era o momento para o padre que queria revisitar o artesanato cearense e levar algo de lembrança.

Ele cita com carinho a região do Cariri. Admite-se devoto de Padre Cícero e lembra sua primeira romaria, ainda seminarista, há mais de 20 anos. “Quando vi aquele povo fervoroso, andando quilômetros e quilômetros, eu só podia dizer que aquilo é de Deus”, recordou para logo depois descrever o santo popular. “Padre Cícero foi um profeta grandioso, foi ousado para o seu tempo, para a sua história”, analisa.

Depois da coletiva, foram autógrafos, sorrisos, testemunhos. Funcionários do hotel pediram bênçãos e fotos com o padre, que retribuiu paciente. Antes de sair, ainda perguntou: “Atendi a todos?”.

SERVIÇO

O III Evangelizar, com a gravação do DVD do padre, será amanhã, a partir das 17 horas na Praia de Iracema.  

SAIBA MAIS

>Padre Reginaldo Manzotti nasceu no interior do Paraná, na cidade de Paraíso do Norte. Tem 41 anos de idade.

>Na coletiva de ontem, ele evitou falar de temas polêmicos, como o aborto, que têm incitado discussões no segundo turno das eleições presidenciais. “Eu acho que não é hora de falar sobre isso. É momento de silenciar. Eu prefiro falar sobre o aborto no dia 1° de novembro”, citou o padre. O segundo turno será no dia 31 de outubro.

>O padre Reginaldo pretende lançar, até o próximo Natal, o livro 20 passos para a paz interior. A obra é uma continuação do livro 10 respostas que vão mudar a sua vida, que ele lançou neste ano. 

Daniela Nogueira

(O Povo Online)