Rogério Cabral, do PSB (Partido Socialista Brasileiro), perdeu a vaga de deputado estadual para Átila Nunes, do PSL (Partido Social Liberal), após a constatação de erro no TRE do Rio (Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro), na última segunda-feira (18).

O problema foi com os 10.284 votos de Claudiocis Francisco da Silva, o Claudiocis das Ambulâncias, do PSL.

O registro de candidatura de Claudiocis foi considerado “indeferido com recurso”. Nessa situação, os votos são provisoriamente anulados e totalizados à parte, até que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) julgue o recurso. No entanto, deveria ser “deferido com recurso”, quando os votos do candidato são provisoriamente contabilizados até a decisão definitiva do TSE.

O PSL, que identificou o problema, aumentou o quociente partidário e ganhou, então, o direito a mais uma vaga para deputado estadual, preenchida por Átila Nunes, que obteve 21.366 votos.

Quem ocuparia a cadeira seria Rogério Cabral, que obteve 43.215 votos e havia entrado pela coligação PSB/PMN (Partido da Mobilização Nacional).

Troca-troca pode não ter terminado

Segundo o TRE-RJ, caso o TSE rejeite definitivamente o registro de Claudiocis, os 10.284 votos do candidato serão anulados, o que obrigará a uma nova retotalização.

(Portal R7)

Anúncios