Algumas pessoas não gostam, outras comem por obrigação, só porque faz bem à saúde. No entanto, tem gente que se delicia com uma boa salada. O que importa é que na correria do dia-a-dia e em busca de uma vida saudável, as folhas vêm conquistando cada vez mais consumidores.

A cabeleireira Glaucy Melo trabalha mais 10 horas por dia. A rotina é sempre assim, escova para um lado, escova para o outro, ela não pára um minuto. Para conseguir almoçar, ela precisa calcular bem o tempo entre uma cliente e outra. Mesmo com a vida corrida, ela não abre mão de uma alimentação saudável, com muita salada. “Com prazer de comer salada, de fato. É uma delícia”, disse.

Mas nem sempre foi assim. Glaucy já teve uma alimentação com mais gordura, que não faz tão bem para a saúde. A mudança de cardápio trouxe também outras vantagens. “Melhora o sono, o rendimento no trabalho. Você não fica com a barriga pesada. É uma qualidade de vida em todos os sentidos. Sem problema de azia, indigestão. Acho que é uma alimentação que todo mundo devia fazer”, contou.

As saladas estão cada vez mais presentes nas refeições. Tanto que surgem cada vez mais restaurantes especializados em pratos saudáveis. Dessa forma, confira a dica de salada do chefe de cozinha Amarildo Araújo: uma salada de carpaccio.

Para realizar, é preciso os seguintes ingredientes: alface crespa, queijo de búfala, tomate seco, rúcula e carpaccio. Coloca o alface cortado e a rúcula, põe o carpaccio por cima, junto com o tomate seco, e o queijo de búfala para concluir. “Mais pela qualidade de vida que as pessoas procuram. Ganhamos todos, pela qualidade de vida e pelo sabor”, disse o chefe.

“Ajuda a combater doenças crônicas. Melhora o corpo em geral. Os legumes e verduras são ricos em vitaminas e minerais. No entanto, tem que ter cuidado quando for preparar. Fazer o cozimento no vapor. É importante o consumo, mas tem que saber preparar”, disse a nutricionista Ana Valéria Toscano.

(Pe 360 Graus)