No nono dia de greve, a mobilização dos bancários continua e não há avanços na negociação. Segundo o presidente do Sindicato dos Bancários do Ceará, o movimento é o maior dos últimos 15 anos, com adesão massiva dos bancos públicos no Nordeste e de bancos privados no Sul e Sudeste.

Nesta quarta-feira, a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) contabilizou 7.723 agências bancárias de portas fechadas em todo o País. O movimento dos bancários começou com o fechamento de 3.864 agências.

Os bancários reivindicam 11% de reajuste, valorização dos pisos salariais, maior Participação nos Lucros e Resultados (PLR), medidas de proteção da saúde que inclua o combate ao assédio moral e às metas abusivas, garantia de emprego, mais contratações, igualdade de oportunidades, mais segurança, previdência complementar para todos e fim da precarização via correspondentes bancários. Os bancos propuseram apenas reajuste de 4,29% (inflação do período) e disseram não às demais reivindicações

(O Povo Online)

Anúncios