Somente uma vez na história de Pernambuco, um governador foi eleito sem eleger seus dois candidatos ao Senado.

Aconteceu com Miguel Arraes em 1994. Armando Monteiro Filho (PDT), que fazia parte da chapa dele, perdeu a vaga para Carlos Wilson (PSDB).

Eduardo Campos (PSB), neto de Arraes, será reeleito governador com mais de 50 pontos de vantagem sobre Jarbas Vasconcelos (PMDB). E elegerá senadores Humberto Costa (PT) e  Armando Monteiro Neto (PTB), filho do Armando Monteiro que Arraes não conseguiu eleger.

Pela primeira vez, Marco Maciel (DEM) perderá uma eleição.

Em 1998, Jarbas derrotou Arraes por uma diferença superior a 1 milhão de votos. Eduardo vingará o avô derrotando Jarbas por mais de 2 milhões de votos.

(Blog do Noblat)

Anúncios