“Quem é o vice do seu candidato ao Governo do Ceará? Faltando menos de um mês para o primeiro turno das eleições, quase todos eles permanecem sendo ilustres desconhecidos para a grande maioria do eleitorado.

A começar pelos nomes: Domingos Filho (PMDB), Claudio Vale (PPS), Pedro Fiúza (PSDB), Tiquinho (Psol), Aristides Braga (PV), Nivânia Amâncio (PSTU) e Violeta Maria (PCB) são, respectivamente, os vices de chapas de Cid Gomes (PSB), Lúcio Alcântara (PR), Marcos Cals (PSDB), Soraya Tupinambá (Psol), Marcelo Silva (PV), Francisco Gonzaga (PSTU) e Maria da Natividade (PCB).

A escolha do vice faz parte da estratégia de cada candidato, seja para ampliar a visibilidade da candidatura em determinadas regiões do Estado, ou para conquistar segmentos do eleitorado. Durante a campanha, enquanto os candidatos ao Governo participam de eventos como caminhadas, carreatas ou reuniões com setores da sociedade, por exemplo, não raro os candidatos a vice cumprem agendas paralelas. “É dividir para multiplicar”, diz Pedro Fiúza.

O último vice-governador a assumir o Governo do Ceará foi Beni Veras, que, entre 6 de abril de 2002 e 1° de janeiro de 2003, ocupou a vaga de Tasso Jereissati, que deixou o cargo para concorrer ao Senado.

De todos os candidatos a vice, o de maior peso político é o deputado estadual e presidente da Assembleia Domingos Filho. A presença do deputado na chapa do governador fortalece a candidatura de Cid no Interior do Estado, sobretudo na região dos Inhamuns, onde Domingos tem ampla base de apoio.

Diferente da candidatura do PSB, as de Lúcio Alcântara e de Marcos Cals apostaram na “renovação de quadros” ao escolher vices de perfis semelhantes: jovens empresários. Para tornarem-se mais conhecidos pelo eleitorado, Claudio Vale, 34, e Pedro Fiúza, 30, são presenças constantes ao lado de seus candidatos nos eventos de campanha. Aonde vai, Lúcio faz questão de apresentar Vale como “a voz da juventude”.

Fiúza acredita que sua participação tem “contribuído para levar a campanha a mais lugares”, além de “aumentar a visibilidade” da chapa.

O Psol, inicialmente, havia escolhido para vice o diretor do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Quixadá, Eronilton Buriti, mas, após o registro da candidatura ter sido indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) por documentação incompleta, o partido o substituiu por Tiquinho, da região do Cariri.

O Partido Verde repete, nesta eleição, a chapa que concorreu à Prefeitura de Fortaleza em 2004, formada por Marcelo Silva e Aristides Braga, mais conhecido como professor Aristides. Já o PSTU, reforçando a oposição ao Governo, optou por Nivânia Amâncio, professora da rede estadual de ensino que, nos últimos anos, liderou greves da categoria. E o PCB decidiu escolher a socióloga Violeta Maria, de Baturité.

PERFIL DOS VICES

DOMINGOS FILHO. Mais experiente e conhecido entre os candidatos a vice-governador, Domingos Filho, 46, é formado em direito pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e atualmente preside a Assembleia Legislativa do Ceará. Foi eleito deputado estadual pela primeira vez em 1994 e, hoje, está no quarto mandato. De família de políticos, começou na atividade aos 18 anos, como agente administrativo da Fundação de Saúde do Estado. Valor dos bens declarados ao TSE: R$ 723.026,79

CLÁUDIO VALE. Advogado e empresário, Cláudio Vale, 34, já foi diretor da Secretaria do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-CE) e atualmente é presidente da Associação Nacional de Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios (Anfidc) e sócio-administrador do Fundo de Investimentos Vale. É genro do empresário Beto Studart e formado em Direito e pós-graduado em Direito Processual Civil pela Universidade de Fortaleza (Unifor). Valor dos bens declarados ao TSE: R$ 12.161.081,06

PEDRO FIÚZA. Formado em administração de empresas pela Universidade de Fortaleza (Unifor), Fiúza fundou, aos 20 anos, a empresa de construção civil e incorporação imobiliária, BLP Construtora. Em 2005, foi coordenador geral da Associação dos Jovens Empresários de Fortaleza (AJE) e nos anos de 2007 e 2008 foi presidente da Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje). Fez mestrado em administração (MBA) pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos EUA. Valor dos bens declarados ao TSE: R$ 38.927.749,28

TIQUINHO. Artista plástico e enfermeiro no município de Barbalha, Francisco de Assis Sousa, 48, mais conhecido como Tiquinho, foi escolhido pelo Psol para substituir Eronilton Buriti. Segundo Soraya Tupinambá, a opção se deu pela “força do Psol na região” do Cariri, principalmente entre setores ligados à “cultura, educação e meio ambiente”. Valor dos bens declarados ao TSE: R$

175.000,00

PROFESSOR ARISTIDES. Professor de História do Ensino Médio, Aristides Braga, 56, é graduado em Agronomia pela Universidade Federal do Ceará (UFC), em História pela Universidade Estadual do Ceará (Uece) e pós-graduado em Teoria da Comunicação e da Imagem pela UFC. Atualmente é aluno do curso de Mestrado em História da Uece. Foi militante do PDT na década de 1980. Não tem nenhum bem declarado ao TSE.

NIVÂNIA AMÂNCIO. Professora da rede estadual de ensino e diretora licenciada do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sindiute), Nivânia Amâncio, 32, faz parte do grupo de professores que liderou as últimas greves da categoria contra o Governo de Cid Gomes e sua política para os professores públicos. Valor dos bens declarados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE): R$ 62.000,00.

VIOLETA MARIA. O Partido Comunista Brasileiro optou pela socióloga Violeta Maria, de 34 anos, como vice-candidata de Maria da Natividade. Natural de Baturité, Violeta foi candidata a vice-prefeita nas últimas eleições do município. E atualmente faz doutorado em Ciências Sociais na Universidade federal do Rio Grande do Norte (UFRN). A candidata não tem nenhum bem declarado ao TSE.”

(O POVO)