BRASÍLIA – Dois dias depois de ter tido barrada a candidatura ao governo do Distrito Federal pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Joaquim Roriz (PSC) aparece pela primeira vez em uma pesquisa de intenção de voto atrás do seu principal adversário Agnelo Queiroz, do PT.

Levantamento do Instituto CB Data mostra Agnelo Queiroz na liderança com 40% das intenções de voto, contra 34% de Roriz, 3% de Toninho (PSOL) e 1% de Eduardo Brandão (PV). Nulos somam 8%, enquanto brancos e indecisos chegam a 14%. O CB Data é o instituto de pesquisa do jornal Correio Braziliense.

Desde o início da campanha, em julho, Roriz mantinha vantagem sobre o candidato do PT em todos os levantamentos. Pesquisa Datafolha do final de julho, por exemplo, mostrava Roriz com 40% das indicações e Agnelo com 27%. A ultima pesquisa Ibope, porém, divulgada este mês já mostrava os dois candidatos empatados com 36% das intenções de voto cada.

Desde que teve a candidatura barrada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TER-DF), no início de agosto, Roriz tem elevado o tom das críticas contra o adversário. Em inserções na TV, a campanha de Joaquim Roriz tem mostrado fac-símiles de reportagem da revista Veja sobre investigação da Polícia Civil do DF que aponta Agnelo como suspeito de desvio de verbas do Segundo Tempo, programa do Ministério. “Agnelo Ficha Limpa?”, questiona o vídeo.

Agnelo, em contrapartida, tem explorado mais imagens do presidente Lula. Nas inserções na TV, o petista exibe uma gravação feita pelo presidente pedindo votos para a chapa de Agnelo.

(Agência Estado)