A primeira rodada de negociações da Campanha Nacional dos Bancários 2010 será realizada nesta terça-feira, dia 24, às 15h, em São Paulo. O Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Contraf-CUT, vai discutir com a Fenaban as reivindicações de saúde e condições de trabalho, com foco no combate ao assédio moral e às metas abusivas. Também será definido o calendário das próximas negociações.

Ao mesmo tempo, a Contraf-CUT está orientando os sindicatos a realizarem atividades para mobilizar os bancários e pressionar os bancos. Para tanto, a Confederação está divulgando uma carta aberta, com foco nas demandas de combate ao assédio moral e fim das metas abusivas.

> Clique aqui para acessar a carta aberta.

“A melhoria da qualidade de vida está entre as prioridades dos bancários nesta campanha. Os trabalhadores não aguentam mais o ambiente de trabalho estressante e as metas inatingíveis dos modelos de gestão dos bancos, que favorecem o assédio moral”, afirma Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT e coordenador do Comando. “O fechamento da Campanha Nacional deste ano vai passar pela construção de alternativas que modifiquem essa realidade, garantindo melhores condições de trabalho e mais saúde para os bancários”, completa.

A preocupação dos trabalhadores com o tema foi confirmada por pesquisa nacional realizada pela Contraf-CUT sobre as prioridades para a Campanha Nacional. Pelos dados, 79% dos bancários indicam o combate ao assédio moral como principal demanda entre as questões de saúde, enquanto o combate às metas abusivas ficou em segundo lugar, com 77% das lembranças.

Veja as principais reivindicações dos bancários sobre Saúde do Trabalhador:

– Combate ao assédio moral.
– Fim das metas abusivas.
– manutenção de todos os direitos aos afastados por problemas de saúde.
– Assistência médica, hospitalar, odontológica e medicamentosa.

Fonte: Contraf-CUT

Anúncios