Divulgada no Jornal Nacional, na noite de sexta-feira, a pesquisa Datafolha para a presidência da República trouxe muitas indagações sobre o papel e a confiabilidade das pesquisas eleitorais.

Há tempos, os demais institutos – Sensus, Vox Populi e IBOPE – vinham apontando crescimento gradativo na diferença em favor de Dilma Rousseff. Até a última pesquisa, 15 dias atrás, o Datafolha era o único a apontar vantagem para José Serra.

De repente, na última pesquisa, Serra cai 4 pontos, Dilma sobe 5, uma diferença de 9 pontos em relação à última pesquisa, no espaço de apenas 15 dias.

De lá para cá não houve nada que justificasse esse salto. Houve o primeiro debate na TV Bandeirantes – no qual Serra teria saído vitorioso, na opinião dos analistas da Folha – e entrevistas dos candidatos no Jornal Nacional, favoráveis a Serra.

***

Sabia-se há tempos que a metodologia do Datafolha era falha, especialmente nas circunstâncias das eleições atuais.

(Luis Nassif Online)