Uma perna encontrada no Rio Tietê, em Botucatu, no interior de São Paulo, será submetida a um exame de DNA para que o seu material genético seja comparado com o de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno, que está desaparecida desde junho. De acordo com o delegado titular Celso Olindo, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Botucatu, a análise será feita no Instituto de Criminalística (IC) da capital paulista a pedido do delegado Edson Moreira, da Polícia Civil de Minas Gerais, responsável por apurar o sumiço da modelo e atriz.

Bruno e mais sete pessoas estão presos por suspeita de envolvimento com os supostos sequestro e morte de Eliza. Mesmo sem ainda ter encontrado o corpo, o delegado Moreira afirma que a mulher foi assassinada. Depoimento inicial de um adolescente dizia que ela foi morta e esquartejada. A defesa do goleiro nega os crimes e diz que ela está viva.

Olindo afirmou ao G1 que telefonou na quarta-feira (28) à tarde para Moreira e lhe contou que a perna esquerda, cortada na altura do joelho, achada no dia 3 de julho, é aparentemente de uma mulher de pele branca. As unhas estavam pintadas com esmalte rosa.

Antes disso, o delegado paulista já havia disparado um e-mail para o Centro de Operações da Polícia Civil (Cepol) e para o Departamento de Inteligência da Polícia Civil (Dipol) com informações sobre a perna, como localização, características do membro e fotos dele. O pé mede 23,5 centímetros.

(Portal G1)

Anúncios