O Hospital Vall d’Hebron de Barcelona deu alta e apresentou nesta segunda-feira (26), Oscar, o paciente que se submeteu a um transplante total de face.

Oscar é apresentado pelos médicos na segunda-feira (26) em Barcelona. (Foto: AP)

A operação foi liderada pelo médico espanhol Joan Barret e mobilizou trinta pessoas durante 22 horas em março.

Oscar teve transplantada toda a pele e músculos de rosto, nariz, lábios, maxilar superior, todos os dentes, os ossos da maçã do rosto e da mandíbula, segundo o hospital. Ainda de acordo com o hospital, foi a primeira cirurgia do gênero a ser realizada no mundo.

Ele tinha o rosto deformado desde os cinco anos depois que sofreu um acidente, e não podia respirar ou falar normalmente. Ele também tinha dificuldade para comer.

Uma equipe multidisciplinar do Hospital Universitário Vall d’Hebron transplantou “toda a pele e músculos dos rosto, pálpebras, nariz, lábios, maxilar superior, todos os dentes, paladar, ossos dos pômulos e da mandíbula, utilizando técnicas de cirugia plástica e microcirugia reparadora vasculonervosa”, detalhou Barret.

O cirurgião disse que a parte mais difícil foi evitar que o organismo de Oscar rejeitasse o rosto implantado.

Oscar já consegue falar, com dificuldade, há dois meses, e vem seguindo uma dieta baseada em líquidos e cremes.

Durante a entrevista, ele agradeceu aos médicos, aos funcionários do hospital e à sua família.

O paciente deverá seguir controles clínicos e sessões de fisioterapia, logopedia e terapia facial até que recupere totalmente a mobilidade do rosto. A previsão é que faça isso durante os 12 ou 18 meses posteriores à operação.

A irmã do paciente transmitiu da parte de Oscar suas sensações e expectativas, como a alegria de poder caminhar pelas ruas normalmente, sem que as pessoas fiquem olhando para ele o tempo todo, e também sentar-se à mesa e desfrutar disso com amigos e familiares.

Segundo explicou ela, Oscar aceitou seu novo rosto e tanto ele quanto a família reconheceram traços anteriores.

Do ponto de vista psicológico, os profissionais asseguram que Oscar está preparado para voltar para casa.

O hospital recordou que no mundo foram realizados 13 transplantes de rosto: 6 na França, 3 no Estado espanhol, 2 nos Estados Unidos, 1 na China e 1 no Egito, mas insistiu que o de Oscar “é o primeiro transplante total de rosto no mundo”.

O hospital explicou ainda que, uma vez concluída a coletiva de imprensa, nenhum detalhe a mais será divulgado aos meios de comunicação para preservar a intimidade de Oscar.

(Portal G1)

Anúncios