SÃO PAULO, 27 de juhlo (Reuters) – O ministro-auxiliar Henrique Neves, do Tribunal Superior Eleitoral, aplicou multa de 10 mil reais ao candidato à Presidência José Serra (PSDB) e de 15 mil reais ao diretório do PSDB no Rio Grande do Sul por propaganda antecipada.

A veiculação ocorreu em duas inserções regionais do partido no Estado nos dias 16 e 21 de junho, no rádio.

O Ministério Público Eleitoral (MPE) acusa Serra e o partido de fazerem propaganda eleitoral fora de época da candidatura, com uso inclusive de eventual slogan de campanha. A legislação proíbe a propaganda eleitoral antes do dia 6 de julho.

Esta foi a quarta multa recebida pelo candidato, num total de 25 mil reais.

(O Globo Online)