O governador Cid Gomes (PSB) mandou ontem um recado para o senador Tasso Jereissati (PSDB), que na última quarta-feira atacou a gestão de Cid ao afirmar que o Ceará está “atrasado”. Apesar de minimizar as farpas disparadas pelo tucano, Cid foi categórico:  

“Candidato a senador, debate com os demais candidatos a senador. Eu debaterei, em alto nível, com os candidatos a governador”, declarou Cid, candidato à reeleição, durante inauguração, ontem, do comitê de campanha pela reeleição do deputado Nelson Martins (PT), líder do Governo na Assembleia Legislativa.

Questionado sobre as críticas do candidato a governador pelo PSDB, Marcos Cals, – segundo quem o estado do Ceará padece de falta de planejamento -, Cid também evitou entrar no mérito do assunto, afirmando que, “no momento oportuno” debaterá “frente a frente, olhando no olho” com os candidatos a governador, inclusive com “ele”, Marcos Cals.

Cid afirmou ainda, ao ser questionado sobre a “nova” postura de Tasso e Cals em relação à sua administração, que não se surpreende com a mudança de opinião das pessoas. “Em campanha, infelizmente, muita gente faz isso, mas eu não vou fazer isso. Aqui e acolá, a gente tem uma decepção e acaba mudando de opinião, mas em regra a minha opinião não muda de acordo com a conjuntura eleitoral”.

No período pré-eleitoral, Tasso chegou a afirmar que Cid era um governador que merecia ser reeleito e Cals, como deputado estadual, era visto como um dos tucanos mais cidistas na Assembleia – até que a bancada tucana passou a ser de oposição.

Como exemplo do que acabara de dizer, Cid Gomes citou o ex-governador Lúcio Alcântara (PR). “Eu já vi o Lúcio se derramando em elogios à minha família e hoje ele tem essa postura completamente diferente”. Lúcio já foi vice-governador do Ceará durante a gestão de Ciro Gomes (ex-PSDB, hoje PSB), irmão de Cid, entre 1991 e 1994. 

E-Mais 

Entre os que foram à inauguração do comitê de Nelson Martins (PT), chamou a atenção a presença de um grupo de servidores do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) que afirmou ter ido ao evento para “agradecer” o desempenho de Nelson Martins em fazer aprovar o novo Plano de Cargos Carreiras e Remunerações (PCCR) da categoria. Cid disse que ainda não recebeu o projeto.

 O comitê de Nelson, onde Cid esteve na noite de ontem, é localizado exatamente em frente à sede estadual do PT, na Avenida da Universidade. No mesmo horário, ontem, haveria uma reunião do PT com a presença da presidente do partido, Luizianne Lins (PT). Cerca de 15 minutos antes do horário marcado, a reunião foi cancelada. Luizianne não apareceu.

(O Povo Online)