Cissa Guimarães chora muito na cerimônia de cremação do filho, Rafael Mascarenhas

O corpo de Rafael Mascarenhas, 18 anos, filho de Cissa Guimarães com Raul Mascarenhas, foi cremado na manhã desta quinta-feira, 22, no cemitério do Caju, no Rio de Janeiro, por volta das 11h. A cerimônia contou com a presença de amigos e familiares e durou cerca de 30 minutos. Visivelmente abalada, a atriz e apresentadora deixou o local por uma saída privativa.

Os pais do jovem se encontraram nesta manhã pela primeira vez após o falecimento do filho, que morreu atropelado no Túnel Zuzu Angel, na Gávea, enquanto andava de skate. O músico se emocionou ao encontrar a sua ex-mulher. De acordo com o site O Fuxico, Raul chorou bastante quando abraçou a apresentadora.

Raul Mascarenhas se despede do filho, Rafael Mascarenhas, com um beijo na testa

O pai soube do acidente quando estava em Capri, na Itália, para fazer shows com a banda de Fafá de Belém, também sua ex-mulher, e retornou ao Brasil imediatamente. A cremação do corpo estava dependendo da chegada do músico à capital carioca.

O velório, realizado desde a manhã desta terça-feira, reuniu muitos amigos e artistas, como Miguel Falabella, Cláudia Gimenez, Maitê Proença, Hélio de La Peña, Ana Rosa, Gracindo Júnior, Susana Vieira, Marília Pêra, Sônia Braga, Preta Gil, Tony Ramos, Ana Furtado e o diretor J.B. Oliveira, o Boninho.

 Acidente – O estudante foi atropelado na madrugada de segunda-feira, 19, no túnel que liga a Gávea a São Conrado, por um carro dirigido pelo motorista Rafael de Sousa Bussamra, 25. O rapaz confessou, em depoimento na 15ª Delegacia de Polícia (DP), que atropelou o jovem, mas negou ter participado de “pega”. Agentes policiais afirmaram que ele poderá responder por homicídio culposo.

O filho de Cissa Guimarães andava de skate acompanhado por dois amigos quando foi atingido pelas costas por volta da 1h50. O jovem foi socorrido e levado para o  Hospital Miguel Couto, no Leblon, onde deu entrada com politraumatismo na cabeça, tórax, nos braços e pernas.

Rafael foi submetido a cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu por volta das 8h. Filho caçula de Cissa Guimarães, era o único que continuava morando com a mãe no bairro Jardim Botânico.

(A Tarde Online)