O ex-capelão da Base Aérea de Fortaleza, padre José Severino Cheregato, foi inocentado por completo da acusação de duplo homicídio contra os soldados da Base Aérea de Fortaleza, Cleoman Fontenele Filho e Robson Mendonça Cunha, pelo Superior Tribunal Militar (STM). O processo que o acusava dos crimes transitou em julgado e a Promotoria não pode mais recorrer da sentença.

No dia 7 de agosto do ano passado, padre Cheregato havia sido absolvido da acusação, mas a Promotoria Militar recorreu da sentença. Na ocasião do primeiro julgamento, que durou sete horas, os advogados Paulo Quezado e João Marcelo Pedrosa alegaram que não havia nada nos autos que comprovasse a autoria de Cheregato pelo duplo homicídio.

O caso ocorreu em 2004, nos alojamentos da Base Aérea. No início das investigações, a Polícia trabalhou com assassinato seguido de suicídio, mas depois as investigações voltaram-se para o padre, que também é capitão da Força Aérea Brasileira (FAB).

Processos

Padre Chergato ainda responde a dois processos: um por estelionato, que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), e um sobre apropriação de dinheiro da capela de Nossa Senhora de Loreto, da Base Aérea, que tramita no Superior Tribunal Militar (STM).

(Blog do Eliomar de Lima)

Anúncios