O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu o conteúdo das inserções do PSDB que iriam ao ar nesta terça-feira (29) em cadeia nacional de TV. O pedido foi feito pelo PT sob a alegação de que o PSDB, além da prática de propaganda antecipada em favor de José Serra, desobedeceu a duas decisões do TSE que determinavam a substituição do conteúdo das inserções veiculadas nos últimos dias 16 e 23 de junho. Os tucanos foram autorizados, entretanto, a veicular outras peças.

O corregedor-geral eleitoral, Aldir Passarinho Junior, proibiu que o PSDB repetisse hoje a propaganda exibida no último dia 26, entendendo que a peça “desatendeu as orientações contidas no mencionado texto legal, conforme expressamente consignado em decisões proferidas anteriormente, buscando realizar exclusiva promoção de José Serra”, afirmou.

Apesar da suspensão, o corregedor liberou o partido para substituir a propaganda por outra que não viole a lei eleitoral.

O PT alegou que em outras duas representações o próprio Passarinho havia determinado a suspensão das inserções levadas ao ar pelo PSDB. Com esse argumento, o partido queria impedir a exibição de uma nova propaganda, mesmo com conteúdo diferente dos proibidos, usando como argumento a recorrente desobediência às determinações anteriores.

(Jangadeiro Online)

Anúncios