“Eu vou ser a vuvuzela dessa eleição” foi assim que Lúcio Alcântara (PR) se definiu ao anunciar que é candidato ao governo  na manhã de hoje. A frase simboliza que ele quer ”fazer barulho” e vem provocar um “debate de ideias” para a sucessão estadual. “Não vou ficar olhando para o retrovisor, vou olhar para frente”, afirmou.

Um dos principais defensores de que não deveria haver um W.O no Estado, Lúcio afirmou que “pode até se humilhar uma pessoa, mas não se anula uma idéia”.

Em sua fala o ex-governador criticou  o que considera loteamento de cargos e perseguição política do atual governo no interior do Ceará.

Durante coletiva o PR anunciou também o empresário Cláudio Vale (genro de Beto Studart) como vice de Lúcio e para o senado apoiará Alexandre Pereira do PPS. A segunda vaga está em aberto.

De acordo com Alexandre Pereira essa aliança formada será dividida no palanque nacional. Lúcio apoiará a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff e Alexandre apoiará o presidenciável do PSDB, José Serra.

O prefeito de Maracanaú Roberto Pessoa será o responsável pela coordenação da campanha. Ele ainda afirmou que pretende nas próximas 48 horas conversar com o PTC e PRB para tentar formar uma coligação.

Amanhã acontecerá a convenção do partido que homologará seu nome, a partir das 16 horas, no ginásio poliesportivo de Parangaba.

(Jangadeiro Online)

Anúncios