O PT comemorou os primeiros indícios de que o governador Cid Gomes irá assumir e apoiar a candidatura do ex-ministro e deputado federal José Pimentel ao Senado. Na manhã de hoje, antes de iniciar a reunião do seu secretariado, Cid revelou que o Ceará assistirá uma disputa de pelo menos três candidatos ao Senado.

Mesmo sem citar nomes, os petistas fazem a leitura que o Governador se refere a Eunício Oliveira, Tasso Jereissati e José Pimentel. Só que a conta de Cid Gomes pode ser outra, e incluir na verdade como terceiro candidato o ex-governador Lúcio Alcântara que está sendo convidado a formar uma aliança com o PSDB para apoiar o empresário Beto Studart ao Governo e Tasso ao Senado em dobradinha com ele.

Essa avaliação não encontra eco no PT. Para os petistas, o rompimento com troca de ataques entre Cid e o PSDB torna irreversível a candidatura de Pimentel ao Senado com o aval do Governador. A direção regional do PT cearense orientou aos principais dirigentes evitarem qualquer declaração nesse momento para aguardar uma suposta reunião entre a prefeita Luizianne Lins, o governador Cid Gomes e o presidente Lula que deve ocorrer nesta quinta em Brasília. A assessoria do Governador não confirmou se Cid estará nesse encontro por estar viajando a África do Sul.

(Portal Ceará Agora)

Anúncios