Insatisfeitos com a proposta apresentada pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Sindiônibus), motoristas e cobradores decretaram greve da categoria agora há pouco, durante assembléia realizada na sede, no Centro de Fortaleza. Mesmo com a decisão, os ônibus só podem parar após 72 horas do comunicado oficial.

O Tribunal Regional do Trabalho quer impedir mais prejuízos ao serviço de transporte coletivo e convocou outro encontro entre as duas entidades, Sintro e Sindiônibus. A reunião acontecerá hoje, às 14h. A Justiça do Trabalho quer evitar a greve da categoria.

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (Sintro) pede um aumento de 45%, mas o sindicato patronal ofereceu 5,5. Nesta quinta-feira (3), às 16h, os profissionais realizarão nova assembléia geral para decidir os rumos da mobilização.

(Portal Ceará Agora)

Anúncios