Projeto Paralapracá selecionará cinco municípios, com até 1 milhão de habitantes, para contribuir com a melhoria da qualidade da educação de crianças. 

Para contribuir com a melhoria do atendimento às crianças que freqüentam instituições de educação infantil no nordeste, o Instituto C&A lança o edital do projeto Paralapracá, a partir do dia 31 de maio. O edital irá selecionar cinco municípios nordestinos para participar do projeto, que tem por finalidade contribuir para a implementação, acompanhamento e/ou apoio a programas de formação continuada, que privilegiem a qualificação dos profissionais e a oferta de materiais como condições essenciais para um atendimento de qualidade na Educação Infantil. 

O projeto Paralapracá faz parte do programa Educação Infantil, do Instituto C&A, e está em consonância com os Parâmetros Nacionais de Qualidade para a Educação Infantil, produzido pela Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação, em 2006. O projeto promove duas linhas de ação complementares e articuladas: a formação continuada de educadores e o acesso a materiais de qualidade, tanto para as crianças quanto para os educadores. 

Podem participar do edital municípios com população entre 200 mil e 1 milhão de habitantes que estejam alinhados com os seguinte critérios estabelecidos pelo edital:

· Manter rede de creches e pré-escolas, diretas e/ou conveniadas;

· Desenvolver ou ter interesse e disponibilidade para realizar programa de formação continuada para professores;

· Eleger entre 20 e 40 instituições de educação infantil (creche e pré-escola) para serem beneficiadas pelo projeto;

· Designar:

· 1 assessor pedagógico ou técnico de educação infantil da secretaria por 20

· horas mensais, que será o responsável pelo desenvolvimento do projeto na rede e o interlocutor com o Instituto C&A;

· 1 representante de cada escola (coordenador pedagógico, diretor e/ou professor) por 8 horas mensais

· Garantir tempo e espaço para que os professores possam participar de encontros de formação e planejamento e garantir os recursos básicos necessários para a realização das atividades decorrentes da implementação do projeto Paralapracá

· Apresentar ficha de inscrição completa, com clareza, consistência e justificativa relevante até o dia 22/06. 

Os representantes de municípios interessados devem preencher o formulário de apresentação de projetos disponível no site do Instituto C&A (www.institutocea.org.br) e, posteriormente, encaminhar a proposta para o e-mail instituto.rio@cea.com.br. Os municípios selecionados receberão apoio por 18 meses em ações de formação continuada nos eixos: brincadeira – música – arte – histórias – exploração do mundo – organização do ambiente. Para cada um dos eixos foram elaborados materiais específicos como vídeos, cadernos de orientação, pasta de registro, além de uma metodologia de formação que respeita as necessidades e peculiaridades de cada município. 

Também será disponibilizada para as instituições de educação infantil participantes a Mala Paralapracá, com acervo diversificado de literatura infantil, CDs de música, fantoches, o Almanaque Paralapracá de cultura infantil e livros técnicos para os professores. 

O projeto Paralapracá será desenvolvido a partir de uma parceria entre o Instituto C&A, secretarias de educação e creches e pré-escolas. Para a execução do projeto, o Instituto C&A contará com a consultoria da Avante – Educação e Mobilização e para o processo de acompanhamento e avaliação com o Instituto Abaporu de Educação e Cultura. 

Programa Educação Infantil –  Tem como objetivo geral contribuir para o acesso à educação de qualidade para crianças de 0 a 5 anos em todo o país. Seus objetivos específicos são: promover, fomentar e disseminar a produção de conhecimento sobre educação infantil; participar e contribuir para formulação e execução de políticas públicas de educação infantil; realizar e apoiar a articulação e mobilização de diversos setores da sociedade para a melhoria da qualidade e a ampliação do acesso na educação infantil e contribuir para melhoria da qualificação dos profissionais da área. Atua em parceria com a Campanha Nacional pelo Direito a Educação, Movimento Interfóruns de Educação Infantil e Rede Nacional Primeira Infância.

Lançou em 2007, junto com a Fundação Abrinq, o projeto Creche para Todas as Crianças.

(www.alemtemporeal.com.br)

Anúncios