Após cerca de seis horas de debates, o grupo de trabalho de saúde e condições de trabalho aprovou na noite deste sábado, 29 de maio, no segundo dia do 21º Congresso Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil, as propostas de reivindicações dos bancários sobre o tema. As deliberações serão agora submetidas à plenária final deste domingo, quando os mais de 300 delegados que participam do encontro aprovarão a minuta específica de reivindicações dos funcionários do BB para as negociações da Campanha Nacional 2010.

Cassi, Previ, o fim do assédio moral e das metas abusivas, a intensificação da luta por melhores condições de trabalho, além de mecanismos que garantam a promoção da saúde nos locais de trabalho, com a devida valorização do funcionalismo, dominaram as discussões.

Entre as principais resoluções que serão encaminhadas à plenária estão: Cassi para os funcionários dos bancos incorporados, sem custos; fim do voto de minerva na Previ e derrubada da resolução CGPC 26; implantação dos comitês de ética de combate ao assédio moral e à violência organizacional e implantação do plano odontológico.

(www.contrafcut.org.br)