Até 2012, o último ano de gestão de Luizianne Lins (PT), a Prefeitura de Fortaleza diz que vai construir oito túneis na Capital. Uma tentativa de evitar que o trânsito da Cidade sofra o colapso anunciado por especialistas em planejamento urbano. Ao todo, serão investidos R$ 66,4 milhões nos equipamentos. Cada um custará R$ 8,3 milhões. As obras começam ainda neste ano.

Três deles serão executados pelo Programa de Transporte Urbano de Fortaleza (Transfor) e quatro estão incluídos no “PAC da Copa“. O primeiro deve ser inaugurado no próximo mês. Trata-se do projeto para o cruzamento das avenidas Bezerra de Menezes e Humberto Monte, também do Transfor.

Até dezembro, começam a ser concretizados o túnel do cruzamento das avenidas Padre Antônio Tomás e Engenheiro Santana Júnior e o túnel do cruzamento das avenidas José Bastos e Humberto Monte. Esse último leva até a rua Desembargador Praxedes.

Em 30 dias, a licitação para a construção do túnel no cruzamento da avenida Osório de Paiva com a rua Eduardo Perdigão deve ser concluída. A previsão é que as obras comecem até julho de 2011 e sejam concluídas em um ano.

A Via Expressa ganhará três túneis: um no cruzamento com a rua Alberto Sá; outro no encontro com a avenida Santos Dumont e mais um no cruzamento com a avenida Padre Antônio Tomás. No cruzamento das avenidas Dedé Brasil e Alberto Craveiro, também será criado um. Os quatro fazem parte do “PAC da Copa“ e serão feitos a partir de fevereiro. Se não forem executados, podem comprometer a candidatura da Capital como subsede da Copa de 2014.

Por ora, estão sendo tocados estudos de desvio do tráfego dessas vias. “Nós temos consciência de que causaremos transtornos, mas vai melhorar a nossa mobilidade“, argumenta o coordenador do Transfor, Daniel Lustosa.

Segundo ele, os quatro projetos estão sendo fechados para serem enviados à Caixa Econômica Federal (CEF). O aval do banco deve sair até o fim do ano, quando já estarão sendo tocadas as desapropriações de alguns imóveis.

Mais R$ 25 milhões
Além dos oito túneis em pontos estratégicos, serão construídos três viadutos. Gasto total: cerca de R$ 25 milhões – com cada um na faixa de R$ 8,3 milhões e entrega datada para um ano depois do início das obras.

A promessa do primeiro é para o entroncamento da avenida Engenheiro Santana Júnior com a avenida Antônio Sales – no sentido praia-sertão. A previsão é de que as obras comecem até dezembro. Outro deve ser no encontro da rua 15 de Novembro com a avenida Carlos Jereissati. A ideia é criar uma ligação com a Avenida dos Expedicionários para se chegar ao Centro. A licitação ocorre mês que vem e a previsão é de que as obras comecem até a metade de 2011.

O terceiro elevado será no cruzamento da rua Murilo Borges com a avenida Raul Barbosa, considerado o ponto mais crítico de Fortaleza no tocante a congestionamentos.

E-MAIS

> O projeto nas avenidas Mister Hull e Bezerra de Menezes deve ser entregue em setembro. O asfalto foi trocado e faixas exclusivas para ônibus e ciclovias foram criadas.

> A ampliação do Terminal do Antônio Bezerra, parte do projeto e orçada em R$ 11 milhões, deve terminar em dezembro.

> Três passarelas serão criadas na extensão das vias. A previsão de inauguração é para junho de 2011.

> Até o fim deste ano, o Terminal do Papicu começa a ser modificado. Serão R$ 12 milhões investidos.

(O Povo Online)

Anúncios