A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil anunciaram a assinatura da primeira Parceria Público Privada (PPP) para a prestação de serviços de co-location (hospedagem física de servidores), na modalidade administrativa do governo federal, tipo de arrendamento de área em data center da Cidade Digital, em Brasilía.

O investimento inicial no data center será da ordem de R$ 262 milhões, e será realizado integralmente pelas empresas GCE, Termoeste e BVA, vencedoras da concorrência. O BB observa que o co-location tem como vantagem a simplificação da gestão, o uso da agilidade e experiência do parceiro privado, sem a necessidade de investimento inicial elevado por parte do banco e da Caixa.

Segundo comunicado do BB, o data center terá uma área construída de 24 mil mestros quadrados, com espaço específico para o Banco do Brasil, Caixa Econômica e outra para o gestor do projeto. A construção do complexo tem como finalidade assegurar a continuidade dos negócios, mesmo em casos de desastres. “O espaço também poderá acomodar cópia de todas as informações digitais de ambas as instituições, atendendo a normativos internacionais, como o Basileia 2, e garantirá a infraestrutura necessária para futuras expansões dos serviços de TI do BB e da Caixa”, diz o comunicado.

As obras do data center estão previstas para começar no segundo semestre, informou o BB, e o serviço de co-location deve ser entregue no início de 2012. O valor total do projeto, incluindo a infraestrutura predial, manutenção e serviços condominiais é de R$ 880 milhões, sendo que o Banco do Brasil desembolsará R$ 660 milhões e a Caixa, R$ 220 milhões. Os recursos serão quitados no prazo de 15 anos e, ao fim deste período, o data center pertencerá 100% às duas instituições, com a divisão proporcional ao investimento de cada uma.

(tinside.com.br)

Anúncios