“O próprio Presidente da República está sendo censurado. A oposição a Lula, sabendo da popularidade e do conceito que, finalmente, um chefe de Estado no Brasil tem, com índices de popularidade que não param de subir, está usando a Justiça Eleitoral para tentar impedir que a população saiba quem é sua candidata à sucessão. (…)

Qualquer brasileiro, como eu e você, tem o direito de dizer em quem vai votar, se quiser. A lei pode impedir que peçamos votos antes de começada oficialmente a campanha – sim, porque do ponto de vista legal, finge-se que ainda não há campanha – mas não pode impedir ninguém de falar, porque isso é censura. E quando a justiça de um país tira o direito do próprio Presidente da República de falar, a coisa vai muito mal. (…)

Deixar o povo sem saber quem apóia quem é tirar de toda a população o direito àquela frase de Jesus: “Dize-me com quem andas e te direi quem és”. Cada pessoa deve ser livre para saber e decidir se quer votar em Dilma, que é candidata do Lula, ou em Serra, que é o candidato de do es-presidente Fernando Henrique. Por que isso deve ficar escondido? Quem tenta esconder algo, boa coisa não está fazendo.”

Os trechos acima são da coluna semanal que publico no jornal O Povo do Rio e a íntegra pode ser lida aqui, na seção Artigos.

(www.tijolaco.com.br)