Trata-se de uma mistura de alimentos, como a lihaça, o trigo, a aveia e a quinoa.

A ração humana é comercializada pela empresa Takinutri, e foi idealizada pela terapeuta natural Lica Takagui sob a supervisão do nutricionista Daniel Boarim.No começo do ano passado até o final deste mesmo ano,  as vendas da ração humana subiram de 2 mil unidades ao mês para mais de 20 mil.

Uma versão light da ração humana, logicamente menos calórica e com ingredientes modificados, já está disponível para a dieta de diabéticos.Uma grande vantagem da ração humana é que esta possui menos calorias, e ainda, promove uma sensação de saciedade, diminuindo a ingestão calórica.A ração humana é rica em fibras e micronutrinetes como o selênio, zinco e vitaminas do complexo B. Ela ainda permite um aporte recomendável de fibras, ou seja, 25 gramas por dia.

A quinoa:

Além da linhaça, do trigo e da aveia, um componente interessante da ração humana é a presença da quinoa, um alimento ainda pouco conhecido entre os brasileiros.A quinoa é um grão que vem sendo incorporado à alimentação dos brasileiros devido ao seu alto valor nutritivo.Ela é rica em proteínas, vitaminas, minerais e fibras.É considerada um alimento funcional que colabora para o adequado funcionamento intestinal, para o controle do colesterol e dos níveis de glicemia e que também favorece o emagrecimento.

Benefícios da ração humana:

-Melhora o funcionamento do intestino, combatendo a prisão de ventre.
-É rica em gorduras do tipo ômega-3, provenientes da linhaça, que reduz os níveis de colesterol sanguíneo.O mesmo efeito ocorre por ação da aveia e da quinoa.
-Garante o aporte diário desejável de fibras.

-Pode ajudar no combate à obesidade, anormalidades do colesterol e diabetes.

Recomenda-se consumir 2 colheres de sopa da farinha diariamente, o equivalente a 80 calorias.O prazo de validade da ração humana é cerca de dois anos em uma embalagem lacrada — depois de abrir, o período cai para aproximadamente dois meses.

Para emagrecer, recomenda-se bater a mistura com um suco de frutas e tomar no café da manhã.O ideal é que a ração humana seja incluida na dieta das pessoas sob a orientação de uma nutricionista ou um médico. A ingestão excessiva da ração humana poderá causar dor abdominal.

(Portal Uol)