Depois de divulgar o cartaz de foragida da procuradora aposentada Vera Lúcia de Sant’Anna Gomes, o Disque-Denúncia informou que recebeu o dobro de ligações sobre o paradeiro da acusada de agredir uma criança no Rio. Conforme a assessoria, o órgão recebeu 18 denúncias na manhã desta quarta-feira.

Aposentada Vera Lúcia de Sant'Anna Gomes foi declarada foragida na semana passada Foto: Divulgação

Vera Lúcia teve a prisão preventiva decretada por torturar uma menina de dois anos que estava sob sua guarda para adoção. Ela foi declarada foragida na semana passada.

Na segunda-feira, uma liminar que pedia a revogação da prisão preventiva foi negada. O advogador da procuradora afirma que ela não vai se entregar enquanto não for julgado o mérito do pedido de habeas corpus.

A criança foi encontrada pelo Conselho Tutelar com sinais de maus-tratos na casa da procuradora em 15 de abril. De acordo com a denúncia, a menina foi submetida diariamente à violência física e moral, inclusive na presença de empregados da casa. Segundo o Disque Denúncia, que tem ligação direta ao Conselho Tutelar, a violência dentro de casa é o segundo tipo de crime mais relatado ao órgão.

(Portal Terra)