Administração da Casa considerou que, com o deputado licenciado desde o fim de abril, não haveria razão para pagar funcionários

Fred Raposo e Severino Motta, do iG:

A Câmara dos Deputados decidiu exonerar na tarde de hoje todo o gabinete do deputado Ciro Gomes (PSB-CE). Alegando interesses particulares, o parlamentar se licenciou por um mês, desde 29 de abril.

A administração a Casa considerou que, sem o deputado para ocupar o gabinete, não há razão para o pagamento de seus funcionários. A licença de 30 dias não dá direito de convocar suplente.

O gabinete tem direito a uma verba de R$ 60 mil por mês para contratação de secretários parlamentares. O de Ciro é composto por 11 funcionários. Neste período, os recursos não serão repassados.

Como não há uma norma que regulamente a exoneração de funcionários em caso de llicença parlamentar, Ciro pode, a qualquer momento, reverter a situação.

(Blog do Noblat)

Anúncios