Grande notícia. A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou na noite de ontem (quarta) o projeto de lei que cria 6.804 cargos efetivos e 3.675 funções comissionadas para o Ministério Público da União (MPU).

Agora, o projeto vai para o Senado e, se não for vetado, seguirá para sanção pelo Presidente da República.

A proposta destaca que as vagas criadas serão preenchidas aos poucos, de acordo com a disponibilidade orçamentária do MPU.

As oportunidades serão distribuídas entre as unidades dos Ministérios Públicos Federal, do Trabalho, Militar e Ministério Público do Distrito Federal e Territórios.

NOVO QUADRO

A composição atual do Ministério Público da União é de dois analistas e três técnicos por procurador. Caso o projeto seja aprovado, cada procurador passará a contar com três analistas e cinco técnicos.

PRÓXIMO CONCURSO

Vale destacar. O próximo concurso do MPU não depende da aprovação desse projeto de lei.  Até mesmo porque, a seleção que está a caminho preencherá vagas abertas por servidores que se aposentaram ou que pediram demissão.

No momento, o MPU trabalha na escolha da organizadora do concurso e ainda não informou o número de vagas que serão oferecidas no próximo concurso.

COMO FOI O ÚLTIMO CONCURSO?

O último concurso realizado pelo MPU para os cargos de técnico (nível médio) e analista (superior) foi em 2006.

Na ocasião, a seleção ofereceu 453 oportunidades e os salários que variaram de R$ 2.415,53 a R$ 4.034,40. O certame foi organizado pela Fundação Carlos Chagas.

SABIA MAIS

Distribuição das vagas:

>>> Ministério Público Federal: 1.694 vagas para analista, 620 de técnicos e 1.531 funções comissionadas

>>> Ministério Público do Trabalho: 1.540 analistas, 1.540 técnicos e 1.037 funções comissionadas

>> Ministério Público Militar: 83 analistas, 31 técnicos e 359 funções comissionadas.

>> Ministério Público do DF e territórios: 432 analistas, 864 técnicos e 728 funções comissionadas.

>>> SERVIÇO

Acesse aqui o site do MPU

(O Povo Online)