O secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Roberto Monteiro, reconheceu ontem que cerca de mil pessoas foram assassinadas este ano no Ceará. De acordo com ele, o número é 55% maior em relação ao primeiro quadrimestre de 2009.

O levantamento foi apresentado durante a gravação do programa “Primeiro Plano“, da TV Jangadeiro, que deverá ir ao ar na noite do próximo domingo, dia 9.

Para o secretário, a maioria dos crimes está relacionada ao tráfico de drogas e execuções por aluguel de armas, principalmente quando adolescentes não conseguem devolver as armas para os criminosos.

Segundo ainda Roberto Monteiro, a eficiência do programa Ronda do Quarteirão, no policiamento preventivo, acaba apreendendo as armas dos adolescentes, que acabam pagando com a própria vida quando os criminosos donos das armas vão cobrar a devolução dos revólveres.

Outra observação do secretário Roberto Monteiro foi com relação ao tráfico de drogas. De acordo com o titular da SSPDS, usuários de drogas passam a realizar assaltos para sustentar o vício, mas acabam presos ou não tendo êxito, diante da atuação do Ronda do Quarteirão. “O infrator não tem como roubar e acaba pagando a dívida de drogas com a vida“, observou o secretário.

Latrocínios
Apesar do aumento no número de assassinatos e o avanço do tráfico de drogas entre adolescentes, principalmente o crack, Roberto Monteiro disse que a segurança pública tem a comemorar a redução no número de latrocínios (roubo seguido de morte). “Tivemos uma redução na ordem de 30% dos roubos seguidos de morte“, destacou.

O secretário também ressaltou a resposta da Polícia, quando ocorre esse tipo de crime, como nos casos da empresária Marcela Montenegro e do policial Harry Igor.

(O Povo Online)

Anúncios