SÃO PAULO – O Banco do Brasil e a Rodobens Negócios Imobiliários formalizaram nesta manhã acordo para o desenvolvimento de empreendimentos habitacionais da incorporadora, no valor que totaliza R$ 230 milhões. Em nota, as empresas informam que os recursos serão destinados à concessão de capital de giro para a compra de terrenos, início de obras e financiamento da construção. Podem ser construídas até 10 mil unidades habitacionais.

A parceria também envolve a concessão de financiamento às pessoas físicas. Serão financiados empreendimentos com recursos do FGTS, dentro do programa Minha Casa, Minha Vida, e do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). A concessão de crédito, tanto para pessoas jurídicas e físicas, estará sujeita às regras e políticas de crédito do banco e à legislação e normas do Banco Central.

O convênio contemplará condomínio fechados de casas de 2 ou 3 dormitórios, entre 40 e 50 metros quadrados, destinados a público com renda familiar mensal a partir de 3 salários mínimos (segmento Moradas); e a partir de 5 salários mínimos para unidades com mais de 45 m² (segmento Terra Nova). O acordo atenderá empreendimentos que serão lançados até o quatro trimestre do próximo ano nas regiões Sudeste e Sul do país, em cidades como Londrina, Gravataí, Lajes, Caixas do Sul e Belo Horizonte.

A incorporadora e construtora, que divulga balanço hoje após o fechamento dos mercados, é especializada no segmento econômico (com renda de 3 a 10 salários mínimos) e tem suas operações concentradas no interior do País, em cidades a partir de 100 mil habitantes. Em 2009, as vendas contratadas da companhia atingiram recorde de R$ 571,950 milhões, um acréscimo de 7% em relação ao ano anterior. Do montante total, R$ 402,239 milhões são referentes a lançamentos. Atualmente, a empresa está presente em 12 Estados.

(Estadão Online)

Anúncios