O deputado estadual Ivo Gomes (PSB) viveu uma quinta-feira de frases e ações naquela base do vai ou racha. Depois de ter reclamando da propaganda da Prefeitura de Fortaleza que omitiu o apoio do Governo do Estado na conclusão da novela em torno do Novo Beco da Poeira, eis que sobrou agora para o pré-candidato ao Senado pelo PT, deputado federal José Pimentel.

Indagado pelos repórteres que cobrem a Assembleia Legislativa sobre a cobrança de Pimentel, feita neste Blog, lembrando que, quando relator do Orçamento Geral da União 2008, assegurou recursos para os grande projetos estruturantes do Estado, reagiu com ironia:  “Nós não devemos nada ao Pimentel. Nada ao Pimentel. Nada!”

O parlamentar ainda chegou a reforçar suas colocações: “Reconhecimento de quê?! O quê?! Qual é o reconhecimento?” Ele aproveitou para desabafar também sobre a retirada do seu irmão, Ciro Gomes, por parte da cúpula do PSB, do páreo presidencial. Par ele, Ciro levou uma rasteira.

E de onde veio mesmo essa “rasteira”: do PT ou do PSB? Ivo reagiu de novo; “Foi de “ambos e trambos”. O parlamentar informou que já conversou com Ciro após essa decisão seu irmão estava tranquilo. Sobre o palanque em que Ciro estará, evitou falar, mas lembrou que seu irmão já disse que seguirá a orientação partidária.

Ivo aproveitou para dar um recado sobre a disputa no Ceará: o governador Cid Gomes não vai aceitar pressão de possíveis aliados e o PSB estadual vai continuar conversando tanto com PT quanto com PSDB.

(Blog do Eliomar de Lima)

Anúncios