O Banco do Brasil (BB) recebeu autorização do Banco Central norte-americano, o Federal Reserve (Fed), para operar nos Estados Unidos.

Com o aval do Fed, o BB pode negociar, desde já, a compra de qualquer um dos cerca de 700 bancos norte-americanos à venda, atualmente.

O BB vai operar de forma direta ou por intermédio de suas subsidiárias, podendo exercer atividades bancárias “nas mesmas condições inerentes aos bancos locais”.

A autorização foi concedida ao Banco devido aos fatores positivos:
– o nível de capitalização;
– a qualidade de sua administração;
– o Fed reconhecer a qualidade da supervisão bancária brasileira, exercida pelo Banco Central.

E pensar que no governo FHC/Serra, em memorando de intenções ao FMI (figura abaixo), a equipe econômica demo-tucana planejava a privatização do Banco, através da “venda de componentes estratégicos”, e transformação em “banco de segunda linha”.

A solicitação do BB para operar nos Estados Unidos foi feita no início do ano passado. (Da Agência Brasil)

(Os Amigos da Presidente Dilma)