O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), minimizou a polêmica em torno da visita da candidata do PT ao Palácio do Planalto, Dilma Rousseff, ao Estado. Em entrevista à Folha Online, ele disse que “nem Dilma e nem ninguém precisa de habeas corpus para visitar qualquer local”. Segundo o governador, seu irmão, o presidenciável Ciro Gomes (PSB) também não tem que pedir licença para visitar Minas Gerais e o Rio Grande do Sul, terra natal e reduto político da ex-ministra.

O governador disse à Folha que ele não poderia “posar para foto ao lado da ministra sendo irmão de um candidato à Presidência”. Por essa razão, o encontro dos dois foi na residência oficial, longe dos fotógrafos. Somente o fotógrafo de Dilma participou.

Conforme o governador relatou, Dilma disse que o procurou para desfazer qualquer impressão de que sua visita à Fortaleza tinha o objetivo de afrontar Ciro e afirmar que ela tem grande carinho por ele.

(Portal Ceará Agora)