O Beco da Poeira já está quase todo desocupado. Cerca de 1.300 boxes foram esvaziados pelos vendedores, que estão sendo transferidos para o Centro de Pequenos Negócios (CPN), na avenida Imperador, conforme calendário. Hoje, outros 730 boxes devem ser desocupados. “Eu estou saindo daqui tranquilo. Quando vim para o Beco, já sabia que era um local provisório“, disse o vendedor Francisco Roberto Soares, 35, que não se opõe a trabalhar no novo local.

Mas nem todos os vendedores concordam com ele. Prova disso é que o prédio ao lado do Beco, chamado de “Esqueleto“, continua ocupado por cerca de 600 vendedores, segundo levantamento da comissão independente dos vendedores do local. “A categoria não se opôs a sair dos boxes. Mas a gente quer vir pra cá (para o -esqueleto-). Tem gente que foi pro CPN e já voltou, porque o boxe de lá tem só um metro quadrado“, reclamou o presidente da comissão, Adriano Bento.

A ocupação do prédio tem ainda o tom de protesto, já que a obra não foi concluída até hoje. Os vendedores passaram a noite no local e, ontem pela manhã, prometiam montar barracas e iniciar as vendas à meia-noite ali mesmo. Conforme O POVO apurou com vendedores ambulantes que preferiram não se identificar, as pessoas que estão ocupando o “Esqueleto“ não são permissionários do Beco da Poeira. Vendiam lá, mas como não têm permissão, não terão vaga na CPN e, por isso, estão protestando.

“Quem está no -Esqueleto- não tem nada a ver com o Beco. São pessoas de outras praças e não são permissionários. Posso garantir que 70% dos que estão lá não são permissionários“, enfatizou uma vendedora.

Policiais militares fechavam as entradas do “Esqueleto“, na tentativa de impedir a chegada de novos vendedores. “É um prédio público e eles não deveriam ter invadido. Mas a operação está tranquila. Não houve nenhum confronto em 48 horas de operação“, disse o comandante de Policiamento da Capital (CPC), coronel Jarbas Araújo.

Para o vendedor Otaviano Andrade de Oliveira, a desocupação deveria ter sido feita de forma mais organizada. “Ontem tinha tanta gente, tanto alvoroço, que se aproveitaram e roubaram mercadorias e ventiladores“, reclamou. Ele afirma que preferia estar saindo do Beco para trabalhar no “Esqueleto“ e lamenta que não esteja pronto.

Na avenida Imperador, os permissionários que já desocuparam seus boxes formavam fila para garantir o acesso às novas instalações. Para a vendedora Socorro Lima, 53, o CPN não é tão bom, pois é apertado e diferente do Beco, tem menos esquinas.

E-Mais

>Em ano eleitoral, os vendedores ambulantes citam que vários políticos têm visitado o entorno do Beco da Poeira afirmando o propósito de mediar negociação com Prefeitura e Governo do Estado.

> No sábado, quem estava lá era o delegado Cavalcante (PDT), suplente de deputado. Ontem, o deputado Hermínio Resende (PSL) marcou presença.

>“São 2.050 pais famílias que precisam sobreviver, trabalhar. Estamos tentando encontrar uma solução“, explicou. Ontem, o próprio Hermínio explicava para os vendedores ambulantes que políticos poderiam comparecer ao local para se aproveitar da situação.

ENTENDA O CASO

>Em 2001 o Metrofor adquiriu da Prefeitura de Fortaleza o terreno onde está localizado o Beco da Poeira com o objetivo de construir uma das estações do Metrô.

>Em 2009 a Prefeitura marcou para o fim do mês de agosto a mudança dos permissionários para o prédio da antiga fábrica Thomaz Pompeu. Foi a
primeira tentativa não cumprida.

> Em Fevereiro de 2010 Prefeitura envia carta a permissionários informando dos dias da transferência para o novo espaço a partir de 25 de março. Na data a Aprovace obtém liminar contra a mudança.

BECO DA POEIRA

CRONOGRAMA

> Fique atento ao dia e à hora marcados pela Sercefor para a mudança

>Segunda-feira Serão 730 boxes transferidos

> Manhã de 8 horas ao meio-dia Boxes de número 366 ao 730

>Tarde de 13 às 17 horas Boxes de número 1 ao 365

>O permissionário deve estar munido de RG, carteira de permissionário e apenas um acompanhante. Cada um recebe na entrada duas pulseiras de identificação que garantem acesso ao box durante o dia reservado à mudança.

> A aquisição de cadeados para fechamento das portas dos novos boxes é de responsabilidade dos permissionários.

>Os dias 13, 14 e 15 serão destinados a ajustes finais pelos permissionários.

>O novo CPN deverá ser aberto ao público na próxima sexta-feira (16), a partir das 8 horas.

(O Povo Online)